terça-feira, 30 de setembro de 2008

Jesus, cuide de todos!


Hora de dormir. De rezar, de agradecer pelo dia.
- Filho, vamos agradecer a Deus por tudo o que Ele nos dá, porque Ele cuida de todos nós.
- Tá bom. E vamos pedir pra Ele cuidar de todo mundo que a gente gosta. E como a gente gosta de todo mundo, vamos pedir pra Ele cuidar de todos (sic). Menos dos ladrões e de quem maltrata os animais.
- Mas filho, nós temos que rezar até para quem a gente não gosta.
- Tá bom, mamãe. Então vamos pedir pra Jesus fazer o ladrão parar de roubar e os caçadores pararem de caçar.
Então tá. Tá pedido, Jesus.....

Eles são TUDO!


segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Regulando...... regulando....

Estou nas nuvens.... na verdade, não sei se estou nas nuvens ou chapada, mas ontem tomei o meu primeiro comprimido "regulador de humor".... E não é que regulou???? Dormi, depois de não sei quanto tempo, uma noite inteira!!!! Que maravilha, aqui no jornal até notaram a diferença..... "Udinha, já encontrei vc várias vezes no corredor e vc tá sempre com uma cara feliz".... Fato inédito..... Porque meu humor não era lá essas coisas.... mas hoje, não sei se por conta do meu organismo estar comemorando o tal comprimidinho (que é minúsculo), estou zem.... zem feliz..... E viva os reguladores!!!! hahahahahahahahaha

sexta-feira, 26 de setembro de 2008

Família unida


Nossa família, by Giovanni, 5 anos.....
Tá vendo como ele puxou a mim? Forte como a mãe.... Olha o muque....

Dia especial


Hoje eles fariam 56 anos de casados. Chegaram a completar 54. E esse sempre foi um dia de festa para toda a família. Porque eles sempre fizeram questão de comemorar esse amor. Um amor que deu vários frutos: antes eram 8, agora somamos 18, com mais um a caminho. Um que ele não vai conhecer. Não vai conhecer da maneira convencional, porque ele sempre está presente (mesmo estando ausente há exato ano e meio). Em tudo e em todos, principalmente na casa. Naquela poltrona, nas fitas de ópera. Nas fotos. No nosso coração. Dia e noite, noite e dia.

Chuva

Tá chovendo.... Todo mundo torce pela chuva com a esperança de que aquele maldito carvãozinho, fruto da queimada de cana - um verdadeiro CRIME ambiental, vá embora levando junto todas as rinites. Não posso deixar uma fresta na janela, em qualquer cômodo. O "bençoado" chão branco fica preto.... Mas não é por isso que estou falando da chuva. Chuva não combina com cabelo "falso". E eu sou a DONA do cabelo falso. Tava tão fofo ontem, hoje tá um horror. A escova tão bem feita torna-se uma coisa..... E o que me leva a outra coisa: por que a gente reclama tanto? A lisa quer encrespar, a crespa quer alisar; a morena quer ser loira e a loira, ser morena. Embora ser loira, para mim, seja uma questão de alma. Posso pintar meus cabelos de qualquer cor: continuo sendo loira. Esperta pra trabalhar, pra inventar e péssima para "pegar" as coisas no ar ou entender de imediato uma piada..... Qualquer um me engana. Todo mundo é bom. Ninguém quer passar a perna em mim, nem em ninguém. O amor reina entre os homens. Papai Noel, coelho da Páscoa e a fada do dente sabem do que estou falando.
E chove lá fora.... Mas não tem problema: tenho no carro, três guarda-chuvas.

O segundo mais velho


Limpeza geral no cômodo de bagunça da casa da vovó. Giovanni vê um quadro na parede e pergunta pra Cacá, a tia tão amada.
- Cacá, quem fez esse quadro?
- Foi o sr. Moisés, pai da Neusa (vizinha querida).
- Será que ele faz um pra mim?
- Ihhhh, não vai dar, ele já morreu....
- Quando?
- Faz muuuuito tempo.....
- Antes de Jesus?
- Não, foi depois de Jesus.
- Ah, então ele foi o segundo depois de Jesus que morreu?
Óbvio, não?????

Por que?


- Mãe, por que pé chama pé e não chama mão? Quem deu o nome de pé para o pé e o nome de mão para mão?
- Não sei, Giovanni.
- E por que bumbum chama bumbum? Bum é som do tambor. O que o som do tambor tem a ver com bumbum?
- Não sei, filho.
- Mãe, por que você não sabe nada sobre como deram os nomes para as coisas?
Alguém se habilita a explicar??????

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Humor

Segunda-feira fui a dois médicos, oftalmologista e psiquiatra. Em ambos, consulta de rotina. Após o exame de vista, meu médico disse que eu estava com 1,5 grau de presbiopia, o mal que aflige todos os seres humanos depois dos 40. Mas a surpresa veio com uma observação:
- Nossa Ude, vc com 1,5 de presbiopia, quantos anos vc tem, 35?
Ai, ganhei o dia.... Depois que cortei o cabelo, fiquei então com sete anos a menos na aparência. Pelo menos sob a ótica do oftalmo, que na teoria, deve enxergar muito bem.....
Saí de lá e fui à psiquiatra. Faz mais de um ano que tomo antidepressivo e estou querendo me livrar deles. Isso posto, a Ana Lucia (uma fofa a minha psiquiatra) disse:
- Então podemos entrar com um regulador de humor.
Regulador de humor. Que humor será que ele regula? Vou ficar bem ou mal humorada reguladamente?
Ando pensando nisso.... Por que eu tenho um humor irregular? Por que eu deixo fatores externos interferirem internamente? No answers.....

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

O universo não é maravilhoso????











Imagens feitas pelo telescópio espacial Hubble

O "cara" da pedrinha....


A pedrinha

O Giovanni é um carinha muito "boa praça". As histórias dele acabam virando motivo de muitas risadas entre meus amigos e parentes. Porque eu sou dessas mães que conta pra todo mundo as coisas que ele fala. Conto mesmo. Quem não gosta que tape os ouvidos. Acho que aquilo que deixa a vida mais leve deve ser compartilhado. Nem que sejam as conversas com meu filho.
Então, como eu ia dizendo, dia desses ele me disse:
- Mamãe, vc teve a pedrinha?
- Que pedrinha?
- A pedrinha, que faz a gente ter dor na barriga e não deixa fazer xixi.
- Ah, pedra no rim?
- Sim, vc teve?
- Não.
- Ah, eu queria tanto conhecer quem teve a pedrinha. A tia Ju (professora dele) teve, faltou muitos dias, mas depois ela fez xixi e a pedrinha saiu.
- Sei....
- Mamãe, vc sabia que essa pedrinha é muito perigosa? Ela é bem pequenininha, mas pode fazer a pessoa ficar verde....
Então tá.

Vamos ser saudáveis?

Olha que interessante esse texto que recebi:
Segundo a psicóloga americana Louise l. Hay, todas as doenças que temos são criadas por nós. Ela afirma que somos 100% responsáveis por tudo de ruim que acontece no nosso organismo. Todas as doenças têm origem num estado de não-perdão. Sempre que estamos doentes, necessitamos descobrir a quem precisamos perdoar. Quando estamos empacados num certo ponto, significa que precisamos perdoar mais. Pesar, tristeza, raiva e vingança são sentimentos que vieram de um espaço onde não houve perdão. Perdoar dissolve o ressentimento. A seguir, você vai conhecer uma relação de algumas doenças e suas prováveis causas, elaboradas pela psicóloga Louise. Reflita, vale a pena tentar evitá-las:
AMIGDALITE: Emoções reprimidas, criatividade sufocada;
ANOREXIA: Ódio ao externo de si mesmo;
APENDICITE: Medo da vida. Bloqueio do fluxo do que é bom;
ARTEROSCLEROSE: Resistência. Recusa em ver o bem;
ARTRITE: Crítica conservada por longo tempo;
ASMA: Sentimento contido, choro reprimido;
BRONQUITE: Ambiente famíliar inflamado. Gritos, discussões;
CÂNCER: Mágoa profunda, tristezas mantidas por muito tempo;
COLESTEROL: Medo de aceitar a alegria;
DERRAME: Resistência. Rejeição à vida;
DIABETES: Tristeza profunda;
DIARRÉIA: Medo, rejeição, fuga;
DOR DE CABEÇA: Autocrítica, falta de autovalorização;
DOR NOS JOELHOS: medo de recomeçar, medo de seguir em frente;
ENXAQUECA : Raiva reprimida. Pessoa perfeccionista;
FIBROMAS: Alimentar mágoas causadas pelo parceiro (a);
FRIGIDEZ: Medo. Negação do prazer;
GASTRITE: Incerteza profunda. Sensação de condenação;
HEMORRÓIDAS: Medo de prazos determinados. Raiva do passado;
HEPATITE: Raiva, ódio. Resistência a mudanças;
INSÔNIA: Medo, culpa;
LABIRINTITE: Medo de não estar no controle;
MENINGITE: Tumulto interior. Falta de apoio;
NÓDULOS: Ressentimento, frustração. Ego ferido;
PELE (ACNE): Individualidade ameaçada. Não aceitar a si mesmo;
PNEUMONIA: Desespero. Cansaço da vida;
PRESSÃO ALTA: Problema emocional duradouro não resolvido;
PRESSÃO BAIXA: Falta de amor quando criança. Derrotismo;
PRISÃO DE VENTRE: Preso ao passado. Medo de não ter dinheiro suficiente;
PULMÕES: Medo de absorver a vida;
QUISTOS: Alimentar mágoa. Falsa evolução;
RESFRIADOS: Confusão mental, desordem, mágoas;
REUMATISMO: Sentir-se vítima. Falta de amor. Amargura;
RINITE ALÉRGICA: Congestão emocional. Culpa, crença em perseguição;
RINS: medo da crítica, do fracasso, desapontamento;
SINUSITE: Irritação com pessoa próxima;
TIREÓIDE: Humilhação;
TUMORES: Alimentar mágoas. Acumular remorsos;
ÚLCERAS: Medo. Crença de não ser bom o bastante;
VARIZES: Desencorajamento. Sentir-se sobrecarregado.

Curioso não?Por isso vamos tomar cuidado com os nosso sentimentos... principalmente daqueles que escondemos de nós. "Quem esconde os sentimentos retarda o crescimento da alma"
Pensemos nisso!!!!

Pensando na vida

"Tem dias que eu fico pensando na vida e sinceramente não vejo saída.... Como por exemplo, não dá pra entender, a gente mal nasce e começa a morrer...."
A gente nasce, cresce e cai na vida. No mercado de trabalho. Na corrida diária e na maldita competição. Não consigo, sinceramente, entender porque temos que competir todo santo dia. Competir contra tudo e contra todos. Ser melhor. Ser mais esperto. Ser mais brilhante. Tô realmente cansada disso tudo. Cansada de dar risadinha quando minha vontade é de gritar. Cansada de falsidade, cansada de maldade. Cansada de tudo. Minha casa é meu refúgio. Lá não impera a falsidade, o desamor e a inveja. Lá impera o amor. Não tem sensação melhor do que entrar em casa, no meu domínio, onde eu posso ser eu mesma, onde me sinto segura, onde encontro a paz. E acabo percebendo que sou uma pessoa privilegiada, pois tem tanta gente que não suporta voltar para casa, que encontra todas as desculpas para prorrogar o horário da "chegada". Comigo acontece exatamente o contrário. É na minha casa, pequena, sem luxos, mas superaconchegante que eu me sinto livre. Onde posso relaxar, me desarmar e amar.....

terça-feira, 23 de setembro de 2008

Amo o Luiz Fernando Veríssimo

O MOTEL
Mirtes não se agüentou e contou para a Lurdes:
- Viram teu marido entrando num motel.
A Lurdes abriu a boca e arregalou os olhos. Ficou assim, uma estátua de espanto, durante um minuto, um minuto e meio. Depois pediu detalhes.
- Quando? Onde? Com quem?
- Ontem. No Discretíssimu's.
- Com quem? Com quem?
- Isso eu não sei.
- Mas como ? Era alta? Magra? Loira? Puxava de uma perna?
- Não sei, Lu.
- Carlos Alberto me paga. Ah, me paga.
Quando o Carlos Alberto chegou em casa a Lurdes anunciou que iria deixá-lo e contou porquê.
- Mas que história é essa, Lurdes? Você sabe quem era a mulher que estava comigo no motel. Era você!
- Pois é. Maldita hora em que eu aceitei ir. Discretíssimu's! Toda a cidade ficou sabendo. Ainda bem que não me identificaram.
- Pois então?
- Pois então, que eu tenho que deixar você. Não vê? É o que todas as minhas amigas esperam que eu faça. Não sou mulher de ser enganada pelo marido e não reagir.
- Mas você não foi enganada. Quem estava comigo era você!
- Mas elas não sabem disso!
- Eu não acredito, Lurdes! Você vai desmanchar nosso casamento por isso? Por uma convenção?
- Vou!
Mais tarde, quando a Lurdes estava saindo de casa, com as malas, o Carlos Alberto a interceptou. Estava sombrio:
- Acabo de receber um telefonema. Era o Dico.
- O que ele queria?
- Fez mil rodeios, mas acabou me contando. Disse que, como meu amigo, tinha que contar.
- O quê?
- Você foi vista saindo do motel Discretíssimu's ontem, com um homem.
- O homem era você!
- Eu sei, mas eu não fui identificado.
- Você não disse que era você?
- O que? Para que os meus amigos pensem que eu vou a motel com a minha própria mulher?
- E então?
- Desculpe, Lurdes, mas...
- Mas o quê???
- Vou ter que te dar uma surra...

MORAL DA HISTÓRIA: DEVEMOS CUIDAR APENAS DA NOSSA SAÚDE, POIS DA NOSSA VIDA, TODO MUNDO CUIDA...
(Luiz Fernando Veríssimo)

segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Boa mãe

A boa mãe é aquela que vai se tornando desnecessária com o passar do tempo. Várias vezes ouvi de um amigo psicanalista essa frase. O adolescente, aos quase 18 anos, começa a dar vôos-solo. Chegou a hora de reprimir de vez o impulso natural materno de querer colocar a criaembaixo da asa, protegida de todos os erros, tristezas e perigos. Uma batalha hercúlea, confesso. Quando começo a esmorecer lembro logo da frase, hoje absolutamente clara. "Se eu fiz o meu trabalho direito, tenho que me tornar desnecessária". Antes que alguma mãe apressada venha me acusar de desamor, preciso explicar o que significa isso. Ser "desnecessária" é não deixar que o amor incondicional de mãe, que sempre existirá, provoque vício e dependência nos filhos, como uma droga, a ponto de eles não conseguirem ser autônomos, confiantes, independentes. Prontos para traçar seu rumo, fazer suas escolhas, superar suas frustrações e cometer os próprios erros também. A cada fase da vida, vamos cortando e refazendo o cordão umbilical. A cada nova fase, uma nova perda é um novo ganho, para os dois lados, mãe e filho. Porque o amor é um processo de libertação permanente e esse vínculo não pára de se transformar ao longo da vida. Até o dia em que os filhos se tornam adultos, constituem a própria família e recomeçam o ciclo. O que ele precisa é ter certeza de que estamos lá, firmes, na concordância ou na divergência, no sucesso ou no fracasso, com o peito aberto para o aconchego, o abraço apertado, o conforto nas horas difíceis. Pai e mãe - solidários - criam filhos para serem livres. Esse é o maior desafio e a principal missão. Ao aprendermos a ser "desnecessários", nos transformamos em porto seguro para quando eles decidirem atracar.
(Enviado pela Cláudia, minha amiga-irmã. Desconheço o autor, mas concordo com cada palavra. Obrigada, Clau!)

PAI


Só quem teve o amor de um pai, de um verdadeiro PAI, sabe a dimensão do que é perdê-lo. Não o amor, porque ele fica. De perder a figura, a presença, a conversa, o sorriso.... Porque a gente perde o que tínhamos de concreto, de material. Mas o amor nunca se perde. Fica eternamente.... Porque um dia a gente se encontra e toda a dor vai embora.... Porque tudo passa, mas o amor jamais passará.....

sexta-feira, 19 de setembro de 2008

Felicidade................


Mudança

Nunca tive medo de mudar minha aparência, nunca mesmo. Corte, cor de cabelo, nunca foi um desafio pra mim. Pois hoje eu mudei, meio que radicalmente (se é que isso existe). Cortei o cabelo, sem medo de ser feliz. Confesso que fiquei meio assustada porque, adeus rabo de cavalo. Mas estou mais leve. Com a cabeça mais leve. Acredito que a mudança na aparência acompanha, com um leve retardo, alguma mudança interna. E isso me deixa feliz, pois nós mudamos a cada dia, a cada hora, a cada minuto e muitas vezes não nos damos conta. Estou nessa árdua tarefa se ser melhor, de me aprimorar como pessoa, deixar de ser tão estressada, tão enérgica comigo. Então, bem vinda são as mudanças.... PARA MELHOR.....

Mamãe


Minha mãe reclamou que nos últimos posts eu só falei de beleza e "isso não serve pra mim". Serve sim. Cuidar-se independe da idade. Quer coisa mais gostosa que a gente ver-se bonita no espelho? E cada idade tem sua beleza. Ela, por exemplo, é uma senhora bem bonita. E não sou eu que digo, é a opinião de muita gente. Aliás, foi com ela que eu aprendi a usar lenços amarrados no pescoço. E me lembro, ainda muito pequena, de colocar suas roupas e sapatos, e sair desfilando pelo seu quarto. Eu adorava! Lembro de uma camisola de cetim, na cor salmão, com rendas beges no decote e um lacinho na cintura. Eu amava aquela camisola e fazia de conta que era um vestido de festa.... Acho que o gosto de nos arrumar vem mesmo de nossas mães. Então, obrigada pelas dicas, mãe.... Beijão....

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Maquiagem

Essa é a última...... Pra falar a verdade, comecei há pouco tempo me maquiar mais.... E estou adorando.... No calor não dá, mas em dias mais frescos, nada como uma "basezinha", um corretivinho e uma sombrinha, sem esquecer do lápis e do rímel, que eu AMOOO....

- Para a maquiagem durar mais tempo, passe uma pedrinha de gelo envolta em gase no rosto; o gelo fecha os poros e faz com que a maquiagem dure mais tempo;
- Dê preferência às bases líquidas ou cremosas, pois ressecam menos a pele. Para espalhar melhor, use uma esponja umedecida em água. Aplique uma base mais clara que a sua pele na testa, porque suaviza os traços e ilumina o rosto;
- Mantenha os cremes longe do sol e da umidade, tudo isso pode estragá-lo, e causar danos a sua pele e cabelos. Antes de usar produtos importados, olhe se sua formula pode ser
usada em nosso clima tropical;
- Se o seu batom estiver derretendo, ponha-o na geladeira por alguns minutos;
- Corretivos com tom levemente esverdeado corrigem melhor olheiras e espinhas;
- Use rímel apenas nos cílios superiores, para nao carregar o visual. Se o rímel estiver ressecado, pingue algumas gotas de soro fisiológico, assim ele poderá ser usado mais algumas
vezes;
- Morenas podem abusar das maquiagens nos tons laranja e pessego;
- Nao use delineador se vc tiver olhos pequenos, por que ele os diminui anda mais!

Cabelos

Hoje tô animada!!!!!

Dicas para seus cabelos:
- Quando for desembaraçar os cabelos, divida-o em mechas, e desembarace mecha por mecha, do meio ao final e depois penteie próximo a raiz. Evite desembaraçar debaixo do chuveiro, porque molhado o cabelo é mais frágil;
- Sem essa de que cabelo liso e oleoso não precisa de condicionador! O produto é necessário para fechar as escamas do cabelo, que foram abertas pelo xampu, mas use um adequado para o seu tipo de cabelo;
- Escovas arredondadas são melhores para dar forma aos cabelos; as de diâmetro maior alisam, as estreitas dão volume. Escovas de cerdas unidas são mais indicadas para cabelos lisos, as de cerdas separadas, para cabelos crespos;
- Quando for fazer escova, faça com os cabelos úmidos, e nao molhados; assim a escova sai melhor;
- O ideal é cortar as pontas de 30 em 30 dias, mas se você quiser deixar o cabelo crescer, pode cortar com menor frequência, de três em três meses.

Sempre bela!

Dicas legais para o corpo:
- Para evitar a oleosidade e a flacidez, deve-se sempre tomar banho morno, pois a água quente deixa a pele seca. Prefira sabonetes de glicerina, ou mesmo aqueles de bebê, que são mais suaves e não agridem a pele. E não use sabonete em excesso;
- A bucha vegetal e ótima para remover as células mortas, mas não esfregue com força; faca isso apenas duas vezes por semana para não irritar a pele;
- Ao usar desodorante, passe-o na pele seca: a umidade compromete a eficácia do produto;
- Enxugue muito bem os pés para evitar odores e prefira meias de algodão;
- Ao usar tintura para os cabelos, proteja a pele em volta das orelhas, a testa e a nuca com vaselina, para não manchá-la;
- Ao aplicar creme no rosto, não use o dedo e sim uma espátula para evitar a contaminaçao do produto;
- Para evitar a oleosidade excessiva, use compressas de chá de camomila gelada no rosto, aplique 2 vezes ao dia pelo menos! É tiro e queda, uma vez que a camomila é adstrigente. E antes de passar a maquiagem, e bom passar adstrigente, porque combate o excesso de oleosidade, evitando que a maquiagem "derreta".

tchau, tchau


Xarópinho indo embora..... (primeira foto do grande Gico Palito.....)

Que meda!

Gente, esquece o papo de moda. Depois que andei vendo fotos da semana de moda de Nova York, percebi que "sei que nada sei". Cada coisa medonha que os especialistas no assunto dizem que foram "direto ao coração"..... Cada um na sua, cada macaco no seu galho e meu galho não é esse. Definitivamente!

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

O verão tá chegando....

Se você fica sempre de olho nas tendências, prepare-se para o verão. Nessa estação haverá uma profusão de acessórios pesados, rendas, peças com um ombro só, cintura marcada, leves transparências, amarrações, vestidos bem soltos, sedas brilhantes e calças capri. Mas é bom lembrar que seguir a moda radicalmente é coisa de quem não tem personalidade. O que vale mesmo é respeitar o próprio estilo. E se vc não tem um, tá na hora de se conhecer, ok?

Amadas


As duas fofas da minha vida.... Não tem tia mais apaixonada pelas sobrinhas que eu.... Elas são simplesmente especiais..... Ni e Má, fofas demais....

Certo e errado

Pra quem gosta daquelas seções, que existem em várias publicações de moda, sobre o que usar e o que não usar, a dica é ler a coluna do Newton Oliveira no caderno Arraso, do JP. Não é porque eu faço o Arraso, não. É pq o Newton é muuuuuuuito engraçado, tem umas tiradas hilárias e dá ótimas dicas. Das últimas, a que eu mais gostei foi sobre o excesso de brilho na maquiagem e o uso do gloss. Eu detesto gloss, dá um ar de meleca. E muito brilho, como diz ele, acaba parecendo que a mulher está piscando. Lembrando: o Arraso sai toda quinta-feira.